Conecte-se com a LIVE MARKETING

Universo Live

Fórum Eventos reúne cerca de 500 participantes em São Paulo

Publicado

em

Reputação e nova jornada do consumidor estiveram entre os assuntos do segundo dia do encontro

Conteúdo e muito network marcaram a 6ª edição do Fórum Eventos, que reuniu especialistas nacionais e internacionais e um público de quase 500 pessoas, no Centro de Convenções Rebouças, em São Paulo. Foram dois dias de atividades, em 19 painéis, que trouxeram as novidades e tendências da indústria, que está entre as que mais movimenta a economia nacional.

O segundo dia do Fórum iniciou com o painel O que você está fazendo por sua Reputação, com palestras de Philip Sykes, da The British School of Etiquette, e Marilia Duque, da Duke and Dots, moderado por Patrícia Junqueira, da Escola Brasileira de Etiqueta.

“A reputação é tudo, um pequeno erro pode custar o nosso emprego ou algo até mais grave. Podemos trabalhar duramente durante toda a vida, investir energias, levar 20 anos para construir nossa marca, mas levar apenas 5 minutos pra arruinar nossa reputação”, comentou Philip Sykes.

Sykes lembrou que leva apenas de três a seis segundos para fazermos julgamento de alguém que acabamos de conhecer. “Nós somos nossa marca pessoal, temos que investir em nós mesmos, honrar com nossas palavras, destacar-nos pelo que é correto. Etiqueta e bons modos vão muito além dos talheres à mesa, dizem respeito, inclusive, a como você faz com que as pessoas se sintam e o que pode fazer por elas”, enfatizou.

“Reputação é o somatório das nossas ações virtuosas e viciosas”, complementou Marília Duque. Em tempos de redes sociais, a preocupação com a reputação deve ser ainda maior, na opinião de Marília. “As redes têm persistência e buscabilidade, o nosso erro estará conservado e disponível para busca”.

Executivos da Mastercard, da Cabify, da The Group, da Avantgarde e da Omelete Inteligência estiveram juntos no painel Cliente & Agência, mostrando que a nova jornada do consumidor exige um olhar diferenciado.

“Precisamos olhar pessoas como pessoas. O que mais funciona é a empatia, porque nós também somos consumidores”, comentou a sócia-diretora da Omelete, Ana Del Mar. “Temos a premissa de entregar os produtos ou serviços da maneira correta. Falar em jornada, sem isto, não resolve. Mais do que a jornada, o modelo de interação entre as pessoas mudou e a empatia faz muito sentido”, complementou Gouglas Gomes, da The Group. “Tenho que me adequar ao tempo do consumidor, consumir o consumidor pra entregar o que ele está pedindo”, comentou Diego Cabral, da Avantgarde.

Como alavancar seus negócios através das redes foi o assunto do painel apresentado por Marcelo Politi, que compartilhou as estratégias de crescimento sua agência, a Nove Eventos, que faz gestão de centros de convenções. Mergulhar de cabeça no digital, entender as mudanças em marketing e vendas, desenhar o processo comercial e ajustar as ferramentas foram os recursos que garantiram o sucesso de trabalhos, como o feito pela Nove para o Rooftop5, em São Paulo.

“Apenas 10% das pessoas estão interessadas no assunto que levamos e somente 3% estão no momento da compra. Então, vale a pena investir mais tempo e recursos nestes 3%”, indicou. Para a captação desses leads, Politi enfatizou a importância do marketing de conteúdo e de dividir este conteúdo em mensagens “de topo, meio e fundo de funil” (citando as estratégias do funil de vendas, ensinadas no marketing digital). “A sequência é usar uma ferramenta que faça a intersecção do interesse da pessoa com o perfil dela, pra entregar para o seu departamento comercial. Criar um sistema de métricas e metas”, disse.

A experiência do SXSW – South by Southwest, um festival de economia criativa que acontece em Austin, EUA, foi trazida por Danilo Dallacqua, do Banco de Eventos, Sandro Vieira, da Mark Up, e Bruno Maduro, da Avantgarde, que enfatizaram a disponibilidade dos participantes em discutirem inovação, inteligência, tecnologia. “É um lugar onde se busca referência, informação, boas ideais para os nossos negócios. O SXSW é Cannes de bermuda”, comentou Sandro Vieira. “Velocidade e livre acesso à informação foi o que chamou a atenção, a democratização da informação em prol do anseio de todos em mudar as relações para melhor, a curto prazo. O senso de urgência e a colaboração coletiva foram o que mais saltaram aos olhos”, complementou Danilo Dallacqua.

O Fórum Eventos também teve a Formatura CEM, com a nova turma de oito especialistas em Gestão de Feiras e Eventos, certificados pelo IAEE – International Association of Exhibitions and Events, cujo vice-presidente, o norte-americano Scott Craighead expôs sobre a interferência e o impacto das tecnologias emergentes e da tecnologia sem fio 5G nas feiras, na palestra Os Eventos e as Novas Tecnologias.

Na sequência, especialistas de oito agências (Zum Brazil, F/Malta, Bethe B, D.Mattos, MCI Group, Bueno Arquitetura Cenográfica, Avantgarde e SRCom), além da Rede Globo, apresentaram os principais cases vencedores do Prêmio Caio 2017, a maior premiação da indústria de Eventos no Brasil.

Clientes e agências estiveram juntos novamente no painel Cliente & Agência – High Tech, High Touch, com a participação de Allyson Faria, da Siemens; Cadu Aun, do Twitter; Guilherme Ishikawa, da Aktuellmix; Ricardo Bruno, da Avantgarde; e Siomar Parreira, da Fuego. O assunto foi o uso da tecnologia nos eventos. “Na Siemens, vemos que a interface com o receptor da mensagem de um evento é extremamente importante. Temos utilizado apps de celulares, por exemplo, pra interagir com o público, fazendo quizzes, medimos a audiência e receptividade, disponibilizamos a agenda e conteúdos auxiliares”, afirmou Allyson Faria.

Para eventos corporativos, Cadu Aun lembrou que usar o Twitter para interagir com os interessados e participantes, antes, durante e depois do evento. “Você pode fazer perguntas usando uma hashtag, promover conversas pra saber o que o público quer saber e que tipo de conteúdo oferecer, durante o evento é possível promover enquetes e depois se apropriar da base construída pra ir conversando e estendendo a relação com o consumidor como base para o próximo evento”.

Flavia Gamonar, Top Voice LindedIn; Caroline Freitas, da Editora Reflexão; e Rafael Martins, participaram do “Disruptalks”, sobre atitudes, pessoas e Empreendedorismo Inovador.

“Como ser relevante. Essa é a discussão que tenho todos os dias com o meu vendedor. Procuro ser relevante nas redes, montar campanhas, colocar o dinheiro de forma pensada para que a livraria venha me procurar. As pessoas estão cansadas de mais do mesmo”, afirmou Caroline.

Rafael Martins comentou sobre a importância da “cara de pau”. “Precisamos conseguir virar referência no que fazemos sem praticamente ter recursos. Quando quebramos a barreira da vergonha, o quanto isso pode mudar a nossa vida como um todo? Já convidei palestrantes que achamos que nunca iriam ao evento, peguei o e-mail e fiz o convite. Fazemos muito e dá resultado”.

O último painel do dia reuniu novamente agências e clientes para falar sobre Inspiring Meeting, Inpiring Business, com a participação de Cláudio Rawicz, da Renault; Marina Santos, da Campari; Igor Tobias, da MCI Group; Marcelo Flores, da Playcorp e Mauricio Magalhães, da Agência Tudo, com a moderação de Toni Sando, do Visite São Paulo. A importância do destino para a realização dos eventos foi um dos pontos discutidos, além da participação da agência, a questão da juniorização nas equipes e o quanto este fator pode afetar no processo criativo.

“Muitos eventos que foram um sucesso não teríamos conseguido sem a intervenção e a parceria da agência. Ela precisa estar envolvida emocionalmente com o projeto e, assim, a gente consegue superar todas as burocracias”, enfatizou Marina Santos. A opinião foi compartilhada por Rawicz. “Pensamos no evento como um sonho e temos que sonhar junto com a agência. Quando ela entende o briefing, apresenta a ideia e compramos a ideia, temos uma cumplicidade e conseguimos voar mais alto”.

A 6ª edição do Fórum Eventos reuniu cerca de 500 participantes e finalizou com sorteios de 4 finais de semana em hotéis, para que os participantes conheçam o destino Foz do Iguaçu.

O encontro teve apoio institucional da CNC, Sesc, Senac e destino México e patrocínio do Centro de Convenções Rebouças, Grupo Eldorado, Bueno Arquitetura Cenográfica, Projetech Eventos, RSTcom, Expo Center Norte, Rio CVB, Royal Palm Hall Eventos, GJP Hotels & Resorts e Teleeventos. GL Events, Universidade Corporativa Comendadeira Helena Lundgren e Yazo Connecting Experiences; Hathor Comunicação, Moblee, Tech House, Grupo Atual Victória, Vice Versa, Stoc, Levitatur, HZ Eventos, Pombo Lindberg, Trembão e Cabify. Entidades apoiadoras: AMPRO – Associação de Marketing Promocional, Unedestinos, ABEOC Brasil – Associação Brasileira de Empresas de Eventos, ForEventos – Fórum do Setor de Eventos, UneDestinos, MPI Brazil – Meeting Professionals International, IAEE – International Association of Exhibitions and Events e CEM – Certified in Exhibition Management.

Continue lendo

Universo Live

Outbrain anuncia QualityRating™ para aprimorar experiências personalizadas em seu feed na open web

Publicado

em

Outbrain, plataforma líder de recomendação para a open web, apresenta o QualityRating™, uma das atualizações de algoritmo mais significativas na história da empresa. QualityRating será um fator no algoritmo existente da Outbrain para aprimorar as experiências em feeds personalizados que inspiram a descoberta de conteúdo. Hoje, esses feeds de recomendação alcançam mais de 1 bilhão de usuários que consomem conteúdo em mais de 7.000 sites, aplicativos e dispositivos nos quais a Outbrain está presente.

Usando inteligência artificial e machine learning, cada anúncio promovido passará por um processo de classificação de qualidade em tempo real. Essa classificação será então usada pelo mecanismo de recomendação da Outbrain para aprimorar a experiência de feed personalizado sob medida para cada usuário. Espera-se que os anunciantes que implementarão as diretrizes de qualidade da Outbrain tenham um melhor desempenho na plataforma, beneficiando-se, assim, de uma maior distribuição e alcançando públicos mais diversos.

 

“Outbrain sempre construimos nossa tecnologia em torno do consumidor. Quando exibimos conteúdo, nosso objetivo é atrair um conjunto diversificado de pessoas com uma ampla variedade de interesses. Vemos uma grande oportunidade de engajar mais usuários em vez de apenas obter mais engajamento”, disse Yaron Galai, Co-CEO e Co-Fundador da Outbrain. “Os publishers trabalham arduamente para manter um alto padrão para seu próprio conteúdo e, ao implementar o QualityRating para anunciantes, garantiremos que estamos criando a melhor experiência para seus leitores, ao mesmo tempo que entregamos um forte ROAS para os anunciantes”.

 

Outbrain começará o teste gradual de QualityRating na segunda metade de 2021 para permitir que todas as partes interessadas tenham tempo suficiente para se ajustar a uma implementação completa até 2022. A implementação de QualityRating estende o compromisso de longa data da Outbrain em permitir recomendações significativas para os consumidores.

 

“Combinando nosso profundo conhecimento contextual e de engajamento, a partir da análise de mais de 1 bilhão de eventos de dados por minuto, com o QualityRating, vamos criar uma experiência de feed personalizado muito mais potente”, explica Andraz Tori, Head de tecnologia de recomendações da Outbrain. “Isso nos permitirá apresentar novas recomendações mais adequadas às preferências dos consumidores”.

 

Continue lendo

Universo Live

konecte.me aproxima profissionais a vagas de trabalho

Publicado

em

Após mais de 1 ano de pesquisas, análises e entendimentos sobre os impactos cruéis da pandemia sobre o mercado de trabalho nas áreas de marketing, comunicação e mídia, os empresários Celio Ashcar Jr. (aktuellmix) e Piero Matarazzo (Grupo Armazém) criaram a konecte.me.

Desde o seu início, em março de 2020, a crise sanitária provocada pelo novo Coronavírus trouxe um impacto sem precedentes aos mercados de marketing, comunicação e mídia. Segundo o último relatório do FMI, o desemprego no Brasil deve subir 14,5% este ano. As agências de publicidade, por exemplo, tiveram em média 75% de queda de receita e 39% delas precisaram reduzir seus quadros no ano passado. Os números são do mais recente estudo VanPro, realizado pelo Sinapro (Sindicato das Agências de Propaganda) e Fenapro (Federação Nacional das Agências de Propaganda). Outro dado relevante é da AMPRO (Associação de Marketing Promocional), que apontou adiamentos e também cancelamento parcial de atividades para 70,3% do mercado de live marketing.

Neste cenário, com empresas desacelerando investimentos e outras fechando ou diminuindo postos de trabalho, inúmeros profissionais e empresas encontram grande dificuldade na busca por vagas e contratações. “Eu tenho mais de 25 anos no mercado de comunicação e nunca vi uma crise como esta. É muito triste este momento que estamos vivendo.  A konecte.me veio para conectar e aproximar profissionais e vagas. Temos que gerar empregos e oportunidades para todos de forma rápida para que possamos acelerar o crescimento econômico.”, afirma Celio Ashcar Jr., co-founder & partner da plataforma.

Dentro do ecossistema de comunicação, marketing e mídia, a plataforma pretende aproximar os jobs a uma extensa gama de profissionais em áreas como criação, atendimento, mídia, planejamento, marketing, relações públicas, ponto de venda, digital, produção, tecnologia além de postos em áreas de backoffice como administrativo, finanças e recursos humanos ou de funções de gestão no board.

Além de conectar pessoas e empresas, a plataforma terá uma área de conteúdos exclusivos, com artigos escritos por renomados profissionais de diversos mercados gerando reflexões e aprendizados relevantes sobre o cenário atual. Neste mês de lançamento, teremos nomes como Daniela Cachich (CMO Latam Pepsico), Edu Lyra (CEO Gerando Falcões), Regina Augusto ( jornalista e professora da Miami ad School), Ricardo Natale (CEO Experience Club) entre outros.

Inclusão e Diversidade no DNA

A plataforma ainda tem parceria com a rede Gerando Falcões, presidida por Edu Lyra. O elo foi criado para que as empresas tenham acesso a profissionais das comunidades em que a Gerando Falcões atua e tenha mais uma opção para ampliar a diversidade de seus quadros. “Neste momento tão difícil que estamos vivendo é essencial darmos oportunidades também para pessoas com menos acesso e chances de trabalho. Queremos que, por meio da konecte.me, as empresas e agências conheçam mais o projeto de empregabilidade da rede Gerando Falcões com as comunidades mais sensíveis.”, ressalta Piero Matarazzo, co-founder & partner da plataforma.

Por fim, a konecte.me também apoia o Movimento Panela Cheia #panelacheiasalva da CUFA, Gerando Falcões, Frente Nacional Antirracista, com o apoio do União SP e cooperação da Unesco. No momento de realizar o pagamento da assinatura na plataforma, o usuário vai poder doar R$ 1,00 ao Panela Cheia. E cada R$ 1,00 doado, a konecte.me doa mais R$ 1,00.

Continue lendo