Conecte-se com a LIVE MARKETING

Agências

F.biz: um balanço de 20 anos

Publicado

em

A história do site pioneiro da internet que virou uma das mais cobiçadas agências do País

Reconhecida pelo relatório do Agency Scopen como a mais exemplar entre as agências brasileiras e a número 1 em capacidade digital, a F.biz completa 20 anos em 2019. Está hoje entre as agências brasileiras mais admiradas pelos clientes. O segredo é a flexibilidade na condução do negócio para atender cada cliente de forma individualizada e agilidade para entregar soluções completas.

A F.biz nasceu de O Fulano, site de entretenimento pioneiro na história da internet no Brasil, em 1999. Ali era possível encontrar quizz, enquetes pessoais, canais de namoro e apostas em resultados de partidas esportivas. As pessoas participavam de competições, conheciam outras pessoas, se divertiam, ficavam informadas e ainda ganhavam prêmios. Uma parceria com o iBest possibilitou aos usuários do site acesso discado gratuito e a possibilidade de participar do que seria um ensaio de rede social, O Beltrano – ambiente digital onde as pessoas podiam interagir e fazer parte de diversas comunidades.

O Fulano chegou a registrar 56 milhões de visitas ao mês e a ter um banco de mais de 1 milhão de usuários. Ao lado do entretenimento, O Fulano já trabalhava com algo que explodiria logo depois: a publicidade direcionada. Aí surgia a F.biz, com a proposta de atuar como uma produtora digital, focada em promoções, relacionamento e database marketing. Seus primeiros trabalhos foram para MTV, iG e Editora Abril.

No início, a mídia começou na F.biz por meio dos links patrocinados, mas com o passar do tempo, a agência se tornou uma reconhecida expertem publicidade digital. Entre 2007 e 2008, se adaptou novamente, passando a atuar como uma agência digital. A virada veio em 2009, quando a Unilever resolveu dar a gestão de publicidade online nas mãos da F.biz. 

Em 2011, teve 70% do seu capital adquirido pelo WPP Group, mantendo a independência e respondendo diretamente ao board da holding e, em 2014, se apresentou pela primeira vez como uma agência de comunicação integrada, tendo Motorola como cliente fundador desse novo formato. No mesmo ano, assumiu o topo do ranking das agências digitais do Brasil na leitura da Agency Scope, posição esta que mantém até hoje.

Quatro anos mais tarde, a Kantar Ibope Media apontou a F.biz como a agência que mais cresceu em compra de mídia no Brasil, com um acréscimo de 88%. Nesse mesmo ano, a agência foi reconhecida pela Agency Scope como a mais exemplar entre as agências integradas, a número 1 em capacidade digital e em Data Analytics, além de ter um time de atendimento com 100% de aprovação dos clientes. “A F.biz foi pioneira na comunicação digital no Brasil e tem ganhado relevância junto com o crescimento do digital para os negócios e para as empresas. Na primeira fase, o foco foi na construção da mídia digital e na segunda fase, no digital como o centro da comunicação para os clientes. E agora, a tecnologia virou o centro dos negócios dos clientes e por isso, ter um parceiro como a F.biz é fundamental para qualquer empresa que pretende liderar seu mercado no futuro”, diz Roberto Grosman, sócio e co-CEO da F.biz.

A F.biz abriu a sua terceira  década de vida anunciando a chegada de Fernand Alphen para dividir a presidência com o fundador Roberto Grosman, consolidando um plano de ação para os próximos cinco anos. “O futuro da comunicação será totalmente diferente do passado, mas será também, diametralmente distinto daquilo que achamos que ele será. Portanto, precisamos desconfiar das certezas, experimentar e nos adaptar”, diz Alphen.

Para compor o board ao lado de Marcello Hummel (Chief Operating Officer), Juliana Nascimento (Chief Business Officer) e Renata d’Ávila (Chief Strategy Officer), Adriano Alarcon chegou como CCO (Chief Creative Officer). O departamento de Recursos Humanos transformou-se em Diretoria de Cultura e Pessoas sob a direção de Juliana Amorim.

Nestes 20 anos, algumas áreas da F.biz cresceram tanto que se transformaram em novos negócios independentes. Esse foi o caso da MUV – unidade de negócio que desenvolve soluções de mobile marketing para as marcas, além de conectá-las às operadoras de telefonia –, e de Match, especialista em promover experiências relevantes e personalizadas por meio de dados acionáveis, tecnologia conectada e novos processos. Também compõem o grupo o b2biz, área de B2B Marketing da F.biz.

Hoje, a agência atende Jeep, James Delivery, Samsung, Popeyes, Unilever (Rexona, Clear, Comfort, Closeup, Cif, Dove, Seda, TRESemmé), Rico e Ânima Educação.

Continue lendo
Clique para comentar

You must be logged in to post a comment Login

Deixe uma resposta

Agências

Avantgarde cria experiência para Copagaz no Taste of São Paulo

Publicado

em

A Avantgarde idealizou a experiência da Copagaz para o Taste of São Paulo, o maior festival gastronômico do mundo, que acontece até o próximo dia 24, na capital paulista. Além de criar o espaço de 25m2 para a marca, gás oficial do evento, a agência organiza toda a programação no estande, como os workshops gastronômicos com os renomados chefs Sabrina Cadetto e Rodrigo Freire, dos restaurantes Purgatório e Preto; e o workshop de drinks, com o bartender Diego Almirante Carvalho, do restaurante Purgatório.

As vagas para participar das experiências são limitadas, para garantir lugar, os visitantes do evento precisam participar da ação em três passos: tirar uma foto no estande; postar a foto nas redes sociais e marcar a rede oficial de Copagaz – Instagram – @copagazoficial e Facebook @copagaz; e validar seu post com a hostess que estará no local.

Em sua 5ª edição, o Taste of São Paulo permite uma imersão ao universo do melhor da gastronomia paulistana, em um só lugar. O festival acontece regularmente em cidades como Londres, Paris, Dubai e Moscou. Neste ano, o evento é no Clube Hípico de Santo Amaro, em São Paulo.

Continue lendo

Agências

um.a e Pearson Educacional lançam no Brasil a versão ACELERA do programa MDI – Mestre Diversidade Inclusiva

Publicado

em

No universo das empresas, a diversidade em seus diversos desdobramentos – étnica, social, religiosa, cultural, etária, de gênero e orientação sexual – tem se constituído como um poderoso valor corporativo para melhorar o clima organizacional, potencializar talentos, provocar inovação e, assim, alavancar os resultados dos negócios.

 

Os números demonstram essa potencialidade. Um relatório da consultoria McKinsey apontou que empresas que apostam em diversidade de gênero têm probabilidade 15% maior de ter lucratividade do que seus concorrentes. O percentual sobe para 35% quando se inclui a diversidade étnica e cultural. E quando falamos de inovação os números mostram que, ao abraçar as diferenças, uma empresa multiplica em 70% suas chances de ir além e evoluir.

 

Apesar das perspectivas favoráveis, promover a diversidade nas empresas está longe de ser tarefa fácil. Embora 94% das 500 maiores do país já tenham um programa de diversidade, as iniciativas utilizadas atualmente, por mais relevantes que sejam, não têm se mostrado eficientes para sensibilizar ou engajar colaboradores. O fato de elas se mostrarem simpáticas à causa não basta para transformar a realidade.

 

É partindo desse cenário que a um.a, em parceria com a Pearson, aproveitando o 9º Fórum online | Inclusão da Diversidade, promovido pela ABRH-SP, de 19 a 21 de outubro de 2021, lança o programa MDI EAD Corp. (Mestre Diversidade Inclusiva on-line). Trata-se de um formato reduzido do Programa MDI, lançado em 2019, cujo objetivo é acelerar a atitude e a ação das pessoas em prol da diversidade e da inclusão.

 

O programa tem foco no mundo corporativo e oferecerá a empresas de todos os portes e segmentos a possibilidade de usar as lentes da diversidade e da inclusão para enxergar a realidade diversa em que elas estão inseridas. A partir dessa visão clara, será possível criar processos vencedores para atrair e incluir as diferenças no ambiente de trabalho e na estratégia dos negócios.

 

“As empresas são um retrato da sociedade. O que aprendemos na vida manifestamos no ambiente de trabalho. O contrário também é verdadeiro. As empresas têm um grande poder de transformação social. Quando capacitamos um profissional no mundo corporativo, logo percebemos os benefícios desse treinamento em todas as conexões sociais que ele frequenta. Se pensarmos bem, as empresas, com seus treinamentos, workshops, congressos e tantos outros eventos que compartilham conhecimento, representam as maiores educadoras de adultos e compõem a maior universidade do planeta”, afirma Ronaldo Ferreira, sócio-fundador do programa.

 

Por isso, é extremamente importante que as empresas se transformem em lugares seguros, para que seus colaboradores possam exercer o direito humano de ser quem eles são. Este é o papel do MDI: despertar a consciência das organizações, respeitando e celebrando as diferenças, para que os colaboradores das empresas de todo o país foquem seus esforços e gastem suas energias em ajudar na construção de um futuro melhor para todos. A Diversidade é o futuro porque tem o poder de potencializar talentos e otimizar recursos.

Com uma carga horária obrigatória de 7 horas, o MDI EAD Corp. está dividido em quatro módulos (Introdução, Cultura Corporativa, Grupos de Identidade e Atitude Inclusiva), criados pela Pearson com a mais moderna metodologia de ensino de adultos. O MDI EAD Corp. traz, ainda, cerca de 6 horas de conteúdo extra, para que os participantes possam escolher e, de maneira opcional, se aprofundar nos temas de maior interesse.

 

A versão ACELERA do Programa MDI atua a partir da atitude dos colaboradores e colaboradoras das empresas. É a partir de cada pessoa que o Programa provoca a criação de uma cultura mais diversa e inclusiva no mundo corporativo.  O MDI mostra que o ser humano é plural, não singular. Que todos ganhamos com a inclusão das diferenças porque a diversidade é vida real. Por isso, independente de fazer parte dos grupos minorizados, somos partes do processo.

 

O Programa de Capacitação Mestre Diversidade Inclusiva alerta, principalmente a liderança das corporações, de que só é possível surfar nos bons frutos da diversidade se ela estiver presente no dia a dia das empresas. A partir dessa consciência, as pessoas são encorajadas a saírem de suas bolhas. São conectadas e provocadas por diferentes realidades, sendo motivadas de forma mais humanizada a incluir criando mais oportunidades e eliminado privilégios. Tudo isso usando boas práticas, observadas em outras empresas do mercado.

 

Segundo a Pearson, o objetivo de acelerar o processo de capacitação do programa é o de conseguir mais espaço na concorrida agenda dos gestores das organizações. Com uma carga horária reduzida – mas com acesso livre a vários conteúdos de interesse dos participantes –, a gigante de educação espera ampliar ainda mais a rede de apoio de empresas mais diversas e inclusivas, que estão abrindo caminho e fazendo a diferença no mercado.

 

Saiba mais sobre o programa de capacitação MDI acessando www.goMDI.com.br. Durante o 9º Fórum | Inclusão da Diversidade, o programa será ofertado com um bônus desconto de R$ 150,00 por participante/aluno.

 

Continue lendo