Conecte-se com a LIVE MARKETING

Digital

Agências digitais ajudam novos empreendedores a criarem negócios online do zero

Publicado

em

Desde a criação da marca até o desenvolvimento dos canais de vendas e expansão do faturamento, agências de branding e marketing digital fazem o trabalho pesado e entregam lojas virtuais prontas para empresários de primeira viagem

 

Não foi por acaso que o mercado de e-commerce caiu nas graças de quase 50 milhões de brasileiros em 2016 – salto de mais de 22% em relação ao ano anterior. Além da alta do empreendedorismo de oportunidade, motivado massivamente pela crise econômica, os caminhos para lucrar no universo digital estão menos tortuosos. Agências de marketing digital, acostumadas a encontrar os atalhos nesse ambiente, agora desenvolvem do zero marcas, negócios virtuais e ainda mostram o caminho do faturamento para empresários de primeira viagem.

Danilo Colombo, Chief Business Officer da Trespix Marketing Digital, pioneira em projetos de criação e desenvolvimento 360º para e-commerces no Brasil, define a importância dessa união de forças: “Por mais simpático e habilidoso que o vendedor convencional seja, replicar essas técnicas no ambiente digital é muito complicado. Por isso, a grande maioria dos e-commerces de sucesso teve um acompanhamento bem próximo da equipe de marketing digital”. E não precisa de muito para tirar o projeto do papel. O cliente necessita apenas saber que tipo de produto quer vender e, a partir daí, as equipes criativas desenvolvem o branding (nome, logotipo e identidade visual), o layout otimizado da loja virtual, buscam o público em redes sociais e em canais de vendas e ainda prestam consultoria para sugerir plataformas, serviços e ações para maximizar o faturamento.

O custo de um projeto completo parte de 3.000 reais, valor muito abaixo do que é necessário para se ter uma boa loja tradicional, como aluguel e reformas do espaço, e com a vantagem de ter os mecanismos de venda já em prática no momento da inauguração. É o caso do empreendedor Ezequiel Carvalho, proprietário da Que Bonita Cosméticos, loja virtual que vende produtos de beleza para profissionais de salões de cabeleireiro e para o varejo geral. Depois de quase oito anos vendendo seus produtos no sistema porta a porta, Carvalho fez sua estreia no mundo digital em setembro de 2016.

Para tirar a ideia do papel, Carvalho entregou para a Trespix apenas o nome que queria dar para a sua empresa. “A partir daí, o principal desafio da equipe foi construir uma marca que passasse credibilidade, apesar de ser nova, e fazer com que o layout da loja transmitisse essa ideia”, explica Fabiano Alves, Chief Marketing Officer da Trespix.

O resultado foi certeiro. Em seis meses de funcionamento, o faturamento do negócio aumentou mais de 300% e as vendas agora são feitas 99% online. “Extrapolei a barreira de trabalhar apenas com consumidores da minha região e hoje mando produtos para o Brasil todo e para França e Itália”, comemora Carvalho. Ele explica que também eliminou um custo massacrante do seu empreendimento com a migração para o digital. “Não preciso mais deixar produtos em consignação nos salões, que acabam sumindo e me deixando só com o prejuízo”, conta.

A parceria entre empreendedores e agências de marketing digital tornou mais amigável a experiência de comprar online, potencializando a capacidade de vendas desse mercado. Em 2016, as lojas virtuais movimentaram 44,4 bilhões de reais no Brasil, alta de 12% ante ao ano anterior. Em média, cada cliente gastou 417 reais por compra no ano passado, mas a expectativa é de que esse valor chegue a 452 reais em 2017, reforçando o panorama de crescimento constante desse mercado, que hoje representa tímidos 3,8% do mercado de varejo brasileiro. “Ainda tem muito a ser explorado e se o empresário investir em um bom guia, como as agências de marketing digital, pode nadar de braçada nesse crescimento acelerado”, afirma Douglas Iga, Chief Technology Officer da Trespix.

Continue lendo

Digital

GOAT Digital e House Performance se unem e estimam faturamento de R$ 25 milhões em 2025

Publicado

em

A agência de marketing digital GOAT Digital, acaba de anunciar a aquisição de 30% da House Performance – aceleradora de marketing e vendas especializada nos mercados imobiliário e automotivo.

A união com a House representa um passo significativo na missão da GOAT Digital de se tornar a agência referência em marketing digital para PME no Brasil. O projeto “25em25” é um dos destaques desta nova fase. A nova operação digital estima alcançar um faturamento de R$ 25 milhões até 2025, se consolidando como a maior de todos os tempos.

Comandada pelos sócios Renato Hideki (CEO), Eric Agnello (CCO), Raphael Nunes (COO), e Victor Soares (CFO), atualmente a GOAT Digital atende cerca de 250 clientes recorrentes de diversos segmentos em todo o Brasil e, com a aquisição da House Performance, amplia seu portfólio de soluções de marketing digital para os mercados imobiliário e automotivo. O projeto “25em25”’ reforça o compromisso da agência com o crescimento sustentável e a inovação contínua, com a expectativa de crescer 80% nos próximos 12 meses.

“Estamos entusiasmados com a chegada da House Performance. Esta parceria fortalece nossa capacidade de oferecer soluções inovadoras e eficazes também para clientes de setores em que ainda não atuamos. Juntos estamos bem-posicionados para ganharmos em rentabilidade e escala e liderarmos a transformação digital em todos os mercados”, explica Renato Hideki, CEO da GOAT Digital.

A GOAT Digital e House Performance continuarão operando com suas marcas distintas, mas com sinergias fortalecidas que beneficiarão o portfólio de ambas as empresas com melhores práticas e inovações tecnológicas. Juntas, as empresas já geraram R$1 bilhão em vendas para seus clientes.

Steve Pereira, que atuava como Diretor de Produto e Estratégia na House Performance, agora assume como CEO da agência. “Estou honrado com a oportunidade de liderar a HP nesta nova fase. A integração com a GOAT Digital nos permitirá acelerar o desenvolvimento de tecnologias e soluções que impulsionarão ainda mais o sucesso de nossos clientes,” afirma Pereira.

Continue lendo

Digital

Brasil soma 1 milhão de influenciadores no Tiktok

Publicado

em

O TikTok, da empresa ByteDance, surgiu há 8 anos e já se consolidou como fonte de informação, em especial entre a “Geração Z”. Para 1 em cada 5 nascidos entre 1995 e 2010, o Tiktok é a única plataforma que utilizam para busca de informações, aponta relatório da Reuters Institute Digital News.

Para os criadores de conteúdo, a plataforma já é considerada a 2ª melhor para monetização do conteúdo, segundo pesquisa realizada pela Influency.me. A monetização se traduz no pagamento da plataforma ao influenciador pelas visualizações e alcance que seu conteúdo gerou, forma mais tradicional de lucrar com as redes sociais.

Para as marcas, o Tiktok já é considerado essencial, com 60% delas realizando ativações nessa rede social em 2023. Em 2022, esse índice era de 35%, de acordo com a Influency.me, que ouviu 350 profissionais do marketing de influência.

Levantamento realizado em abril de 2024 pela Influency.me aponta que o Tiktok já soma 1 milhão de influenciadores, consolidando-se como 2ª rede social com mais influenciadores no País. No Instagram, são 1 milhão e 200 mil produtores de conteúdo.

O TikTok é a rede social na qual os usuários passam, em média, mais tempo: 95 minutos por dia. Em seguida, aparece o YouTube, com 74 minutos, e o Instagram, com 51 minutos. Os dados são de pesquisa realizada pela Sensor Tower.

“Rede social comparativamente nova, o Tiktok já desbancou o Instagram quando o quesito avaliado é o tempo do usuário no aplicativo. Esse dado pode ser relevante para o influenciador iniciante, que ainda pode escolher qual rede focar seus esforços e onde terá mais retorno financeiro”, aponta Rodrigo Azevedo, CEO da Influency.me

Continue lendo